FPS faz mesmo diferença?

Que o filtro solar é fundamental, todo mundo sabe. Mas, na hora de comprar o produto, como escolher? O Fator de Proteção Solar (FPS) faz mesmo diferença? É isso que vamos ver no texto de hoje.

Como é medido o FPS dos filtros solares

O Fator de Proteção Solar é o principal dado para quantificar a fotoproteção do filtro solar. Ele é aceito mundialmente. O método utilizado para definição do FPS é a determinação da Dose Eritematosa Mínima (DEM). Ou seja, é o tempo necessário para desencadear eritema (vermelhidão) na pele, gerado pela dilatação dos vasos sanguíneos. 

O cálculo é feito assim: 

Considerando que a Dose Eritematosa Mínima (tempo de exposição ao sol necessário para gerar vermelhidão) seja de 5 minutos sem proteção, com um filtro de FPS 30, esse tempo será 30x maior, ou seja, de 150 minutos. O DME da pele desprotegida depende de vários fatores. Quanto mais clara for a tez, menos tempo ela poderá ficar exposta sem sofrer danos. Em resumo, o fator de proteção solar é o tempo a mais que sua pele fica protegida dos raios solares. Quanto maior o FPS, mais tempo de proteção a pele terá.

A Revista Superinteressante fez o levantamento da pele de alguns famosos para facilitar a visualização. Veja:

Além disso, quanto maior o FPS menor é o índice de transmissão da radiação para a pele. Dessa forma, um filtro solar com FPS maior protegerá a pele por mais tempo e transmitirá menos radiação. 

Os tipos de raios ultravioletas

Outra questão que precisa ser levada em consideração é o tipo de radiação emitida pelo sol. Temos três tipos da radiação ultravioleta (UV), que possuem frequências maiores ou menores. São esses raios que geram câncer de pele, danos ao DNA das células, fotoenvelhecimento e outras consequências.

  • UVA: é pouco filtrada pela camada de ozônio e possui um comprimento de onda que atinge camadas mais profundas da pele. Em proporção, sua incidência é 20 vezes maior que a dos raios UVB. Além disso, 50% da radiação UVA atravessa profundamente na pele. 
  • UVB: é parcialmente filtrada pela camada de ozônio e penetra na pele nas camadas mais superficiais. 90% da radiação UVB é bloqueada pela primeira camada da pele, a epiderme.
  • UVC: é totalmente absorvida pela camada de ozônio.

 

O FPS leva em consideração apenas os raios UVB. A recomendação é de que proteção UVA seja equivalente a, no mínimo, um terço da proteção UVB. A proteção UVA é medida pelo PPD (Persistent Pigment Darkening). Em um filtro solar com FPS 30, o PPD deve ser de, pelo menos, 10. Dessa forma, quanto maior o FPS, maior também deve ser o PPD.

 

Afinal, FPS faz mesmo diferença?

A resposta é: SIM! Os estudos mostram que o índice de transmissão de UVB será a menor se a pessoa escolher um filtro com FPS 60 em relação a um FPS 15 por exemplo. E além disso, o tempo de duração da proteção será maior. Isso significa também que o produto com maior FPS tem maior aderência à pele e oferecerá uma cobertura melhor, aderindo melhor à tez mesmo com o suor. Outro fator importante é a proteção UVA. Quando maior o FPS, maior também o PPD.

Em consultório, recomendo a utilização de filtro solar com FPS 30 no mínimo. O produto deve ter proteção UVA e UVB. Durante a consulta, identificamos o tipo de pele e passo a recomendação de alguns filtros solares que podem agradar o paciente. Dessa forma, utilizar o produto não será um sacrifício. 

Lembrando que o filtro solar deve ser usado durante todo o ano, e que deve ser reaplicado periodicamente, principalmente quando a pessoa está na praia ou na piscina.

 

Passe no consultório e vamos encontrar os melhores produtos para você:

(51) 3414.2770 – 3307.2770 – 98692.6697
Rua Mariante, 180 – Sala 304
Bairro Moinhos de Vento – Porto Alegre/RS
Atendimento de segunda a sábado, convênios e particular.

 

 

Quem Sou

Sou a Dra. Fairuz Helena ....

Blog

Novidades sobre beleza ....

Entre em Contato

Dra. Fairuz Helena Castro

Endereço

Clinica Dra. Juliana Fonte

Rua Mariante, 180 - Sala 304

Bairro Moinhos de Vento

Porto Alegre/RS

Telefone

(51) 3414-2770

(51)3307-2770